sábado, 12 de abril de 2008

Goleada

A minha equipa venceu hoje, em Fala, o Elvenses por 5-0 (1-0 ao intervalo).
Foi um jogo sensaborão, de "sentido único", com a equipa alentejana a "estacionar o autocarro" defronte da baliza durante os 90 minutos.

* * * * *

RETRATO DO FUTEBOL JOVEM EM PORTUGAL
No final do jogo, quando os jogadores de Elvas se dirigiam para o autocarro, disse a um deles, em tom de brincadeira: «Vais chegar a Elvas lá para a meia-noite. Ainda dá para ir à discoteca!».
Resposta dele: «Não podemos. Nós somos todos juvenis e amanhã de manhã temos jogo para a Taça e logo com o adversário mais forte, o Portalegrense!».
«Então o que é feito dos juniores?», perguntei.
«Deixaram de ir aos treinos. Hoje, só o nosso capitão é que era júnior. Todos os outros são juvenis...».
Desejei-lhe boa viagem.
Só me esqueci de perguntar se o jogo de amanhã (domingo) se disputa em Elvas ou em Portalegre. É que disputar dois jogos em menos de 20 horas é obra! Para mais se pensarmos que se trata de jovens de 16 e 17 anos obrigados a fazer 800 km de autocarro para jogar em Coimbra!

ADENDA (Domingo, às 10h00) - Acabo de ver, no "site" da Associação de Futebol de Portalegre, que o Elvenses joga daqui a pouco, às 10h30, em Portalegre. Ou seja: os jovens que ontem terminaram o jogo em Fala às seis da tarde, que fizeram uma viagem de 400 km até Elvas, já tiveram de se levantar cedo, fazer mais 60 km e, neste momento, já devem estar a "aquecer" para novo jogo!!!

Histórico

(capa do "Diário de Coimbra" de hoje; publicada às 04h15)

(capa de "A Bola" de hoje; publicada às 11h45)

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Correio eleitoral (VI)

(clique nas imagens para ampliar)

Correio eleitoral (V)

(clique nas imagens para ampliar)

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Sábado há jogo

Depois de um fim-de-semana de folga, a minha equipa defronta sábado o Elvenses, a partir das 16h00, em Fala.

A jornada engloba os seguintes encontros:
Vigor - Elvenses
Ac. Santarém - Vieirense
Marinhense - Rio Maior

Os resultados da última jornada (a 2.ª da Fase da Permanência) foram os seguintes:
Elvenses, 1 - Ac. Santarém, 8
Vieirense, 0 - Marinhense, 1
Rio Maior, 0 - Portomosense, 4

A classificação actual está assim ordenada:
Portomosense - 18
Vigor - 17
Marinhense - 16
Rio Maior - 13
Ac. Santarém - 12
Vieirense - 7
Elvenses - 3

Correio eleitoral (IV)

Os CTT estão a facturar em grande com as eleições na Académica/OAF.
Hoje enviaram cartas as listas A, D e E.
Como cá em casa há quatro sócios com as quotas em dia, a caixa do correio ficou cheia.

Sporting

Quem não procura a sorte não se pode queixar do azar.

Correio eleitoral (III)

(clique nas imagens para ampliar)

Notícias do dia

Turquia

quarta-feira, 9 de abril de 2008

A Página

(clique na imagem para ampliar)

terça-feira, 8 de abril de 2008

"Números" das eleições na Briosa


Realizam-se na próxima segunda-feira as eleições para os órgãos sociais da Académica/OAF.

Um exercício fácil é o de somar o número de sócio dos diversos candidatos, para se concluir da respectiva antiguidade no clube.
(A antiguidade é um dos valores mais importantes numa estrutura associativa e, daí, os “problemas” que por vezes surgem quando alguém tenta subir na “escala”, obtendo um número mais baixo do que aquele a que teria direito pelos anos de filiação).

Olhando para as listas concorrentes, verifica-se o seguinte:

DIRECÇÃO – A lista A, encabeçada por José Eduardo Simões, soma 22.339; a lista D, liderada por João Francisco Campos, soma 11.677.
ASSEMBLEIA GERAL – A lista A, que tem Paulo Mota Pinto à cabeça, soma 8.020; a lista E, com José Ferreira da Silva a presidente, soma 5.406.
CONSELHO FISCAL – A lista A, encabeçada por António Preto, soma 15.909; a lista C, com Américo Santos à frente, soma 4.003.
CONSELHO ACADÉMICO – A lista A, liderada por Jaime Dória Cortesão, soma 30.485; a lista B, com José Campos Coroa como “n.º 1”, soma 55.742.

Ou seja: contrariando a ideia generalizada de que a lista apresentada por João Campos é formada por um “grupo de miúdos”, verifica-se que eles são muito mais antigos no clube do que aqueles que formam a lista do actual presidente. Afinal, os “novatos” são os que integram a lista A!
E o mesmo sucede nas listas para a Assembleia Geral e o Conselho Fiscal: a oposição tem mais anos de clube do que aqueles que se “recandidatam”!
Apenas no Conselho Académico, órgão consultivo de que se desconhecem quaisquer tomadas de posição nos últimos anos, é que a “lista da situação” tem sócios mais antigos do que a “lista da oposição”.

Escrevi acima a palavra recandidatam entre aspas por uma razão simples: é que a recandidatura não é tão grande como isso. Com efeito, comparando as listas de 2004 e as de 2008, verifica-se que a taxa de continuidade é de apenas 26%! Isto é: a lista A tem 74% de candidatos que apenas agora se candidatam.
Explicando melhor: na Direcção mantêm-se três e saem seis; na Assembleia Geral mantém-se um e saem quatro; no Conselho Fiscal mantém-se um e saem cinco; no Conselho Académico mantêm-se sete e saem 13.

Números são números.

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Direito à indignação

fonte: Rádio Renascença
(clique na imagem para ampliar)

Democracia podre

A SIC acaba de noticiar algo que acontece no Partido Socialista na Guarda (não, não é no Zimbawué; é na Guarda - Portugal): há "resmas" de militantes com a mesma morada.
A democracia apodrece.
Portugal está (muito) doente.

domingo, 6 de abril de 2008

Vigor campeão

Um golo de Hugo Amado foi suficiente para o Vigor da Mocidade vencer em Vinha da Rainha e conquistar o título de campeão distrital de Coimbra a cinco jornadas do fim do campeonato.